Bovespa opera em alta, com Previdência e exterior no radar

O principal indicador da bolsa paulista, a B3, opera alta nesta terça-feira (19). O mercado monitora o retorno do mercado norte-americano após feriado e os avanços ligados à Previdência no Congresso após demissão do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno.

Às 17h08, o Ibovespa subia 1,27%, a 97.734 pontos.

Por volta do mesmo horário, as ações da Vale subiam em torno de 1%, tendo como pano de fundo a alta dos preços do minério de ferro na China, enquanto segue volátil com o noticiário na esteira do rompimento de barragem da empresa que matou pelo menos 169 pessoa no final de janeiro.

Petrobras, Itaú e Bradesco também operavam em alta, ajudando a sustentar o índice.

Investidores estão de olho na nova rodada de negociações comerciais entre Washington e Pequim nesta semana. Estados Unidos e China têm dito que progressos foram feitos, mas poucos detalhes das conversas foram tornados públicos.

Da cena doméstica, a esperada votação na Câmara dos Deputados nesta terça-feira de projeto que viabiliza a cessão de créditos tributários ou não de titularidade da União, dos Estados e dos municípios é acompanhada pelo mercado como preliminar da capacidade de articulação do governo.

Investidores querem medir a força política de Jair Bolsonaro e equipe, que prometeram enviar nesta semana ao Congresso Nacional a proposta da reforma da Previdência, considerada crucial para a melhora da situação fiscal do país.

"A postura esperada para os investidores no mercado financeiro local é de cautela, aguardando a apresentação do modelo da reforma da Previdência e o seu encaminhamento ao Congresso", afirmaram os analistas Fernando Bresciani e Pedro Galdi, da corretora Mirae, em nota a clientes.

Fonte: G1