Dólar fecha em alta, negociado a quase R$ 3,88

O dólar fechou em alta nesta quinta-feira (13), corrigindo parte do forte recuo da véspera. No Brasil, o mercado reagiu à decisão da OMC que retirou parcialmente a condenação a subsídios industriais e a MP que permite injeção de capital estrangeiro nas áéreas.

A moeda norte-americana subiu 0,72%, vendida a R$ 3,8799. Na máxima do dia, foi a R$ 3,8804.

O mercado também reagiu à vitória parcial do Brasil em caso que reverteu a condenação de parte dos programas de subsídios à indústria que haviam sido questionados na Organização Mundial do Comércio (OMC).

Além disso, o presidente Michel Temer assinou nesta quinta-feira (13) uma medida provisória que autoriza a injeção de até 100% de capital estrangeiro em companhias aéreas brasileiras. A medida entrará em vigor, mas terá que ser confirmada posteriormente pelo Congresso Nacional, em até 120 dias.

Por ser uma MP, a medida entra em vigor assim que for publicada no "Diário Oficial", mas terá que ser confirmada posteriormente pelo Congresso Nacional. A legislação prevê que o parlamento tem até 120 dias para ratificar a medida provisória, caso contrário, a proposta caduca e perde o efeito.

Cenário externo

Desde a véspera, o noticiário mais positivo no mercado internacional favoreceu uma busca de risco pelo mercado, com notícias, por exemplo, sobre a compra de soja dos Estados Unidos pela China, indicando que as negociações comerciais entre os dois países parece estar caminhando de fato, o que mantém as esperanças de que um acordo seja de fato efetivado.

Nesta quinta-feira, um porta-voz do Ministério do Comércio chinês disse que os dois países estão em contato próximo nas negociações sobre comércio e que qualquer delegação comercial dos EUA será bem-vinda.

Na lista de notícias favoráveis está ainda o voto de confiança que a primeira-ministra britânica, Theresa May, ganhou de seu partido na véspera, mantendo-se no cargo para conduzir o Brexit, e ainda o recuo da Itália, que concordou em reduzir sua proposta de déficit orçamentário de 2019 em conversas com a União Europeia.

O BC vendeu nesta sessão 13,83 mil contratos de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares. Desta forma, rolou US$ 6,224 bilhões do total de US$ 10,373 bilhões que vence em janeiro. Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final da semana que vem, terá feito a rolagem integral.

No dia anterior, a moeda norte-americana caiu 1,76%, vendida a R$ 3,8521. No ano, a moeda sobe 16%.

Fonte: G1