IBGE: Setor de Serviços cresce 1,2% de julho para agosto

O volume do setor de serviços cresceu 1,2% de julho para agosto, após um recuo de 2% de junho para julho.

Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgados nesta terça-feira (16), pelo IBGE.

O setor apresentou crescimento de 1,6% na comparação com agosto do ano passado, mas teve quedas de 0,5% no acumulado do ano e de 0,6% no acumulado de 12 meses.

A receita nominal do segmento cresceu 1,1% de julho para agosto, e quase 5% na comparação com agosto do ano passado.

O Setor de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correios foi o que mais influenciou o crescimento de julho para agosto, com alta de 3,2%.

Também foram registrados aumentos nos segmentos de serviços profissionais, administrativos e complementares e de outros serviços.

Apresentaram queda os serviços de informação e comunicação e os prestados às famílias.

Os estados com melhores resultados foram São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco.

Já as principais contribuições negativas vieram de Goiás e do Espírito Santo.

O estudo trouxe também um balanço especial das atividades turísticas. Esse tipo de serviço avançou 2,8% entre julho e agosto, após perda de 0,9% de julho.

O estado de maior destaque entre os 12 pesquisados foi a Bahia, seguido pelo Rio de Janeiro, Distrito Federal e Pernambuco.

Em relação a agosto de 2017, o volume de atividades cresceu 7,8% impulsionado, principalmente pelo aumento nos serviços de transportes aéreos de passageiros, de hotéis e de serviços de bufê, além de outros serviços de comida preparada. A taxa para o seguimento de turismo é a melhor desde fevereiro de 2014.